Empresas antecipam pagamentos de dividendos antes da reforma do IR

As empresas estão antecipando os pagamentos de dividendos antes da reforma do IR.

O anúncio de dividendos extraordinários da Vale (VALE3) em setembro, por exemplo, no valor total de R$ 40,2 bilhões, veio acima do esperado por analistas e surpreendeu o mercado financeiro.

E, segundo especialistas, esse movimento deve ser ampliado para outras empresas da Bolsa diante da reforma do Imposto de Renda – abrindo oportunidade para investidores com foco em dividendos.

Isso porque o projeto de lei aprovado na Câmara prevê taxar os dividendos – hoje isentos – em 15%, além de acabar com os Juros Sobre Capital Próprio (JCP). O texto ainda precisa passar pelo Senado.

Segundo Milton Cabral, gestor de renda variável na Bradesco Asset Management (BRAM), o timing da aprovação da reforma do IR será importante, principalmente por conta da anuidade – caso a tramitação termine até 31 de dezembro, as mudanças poderão valer a partir de janeiro de 2022. “Mais que isso, é fundamental que as empresas se adiantem e já sinalizem isso para o mercado”, afirma.

Ainda sem uma definição, mas com a proximidade do fim do ano, algumas empresas têm anunciado o pagamento de dividendos extraordinários e até adiantado a distribuição de proventos.

Além da Vale, outros nomes incluem Banco do Brasil (BBAS3), Movida Locação de Veículos, Copel (CPLE6), Marcopolo (POMO4) e Rede D’Or (RDOR3).

A Copel (CPLE6) foi outra empresa que está antecipando os pagamentos de dividendos. A companhia do Paraná também anunciou dividendos, no montante de R$ 1,4 bilhão, a serem pagos em 30 de novembro, totalizando um dividend yield (taxa de retorno com dividendo) de 8,1%.

A notícia fez as ações da companhia destoarem do sentimento negativo do mercado, no anúncio da distribuição.

Na avaliação de Werner Roger, CIO da Trígono Capital, mais companhias devem anunciar o pagamento de dividendos no fim do mês.

“Com o trimestre fechado, a empresa vai poder, junto com a contabilidade, ter uma noção do lucro para descarregar todo o JCP que conseguir”, diz.

Estrategistas de renda variável avaliam que o atual momento abre oportunidade para o investidor que busca dividendos, com nomes que podem ter corrigido nos últimos meses diante do cenário mais volátil e em meio às discussões sobre a reforma do IR.

Nesse sentido, as empresas que já são mais consolidadas e não têm hoje tantas avenidas de crescimento fazem mais sentido por recompensar o investidor via dividendos.

É o caso de grandes bancos, grandes empresas de commodities e elétricas, que tipicamente pagam mais dividendos e sofreram mais na Bolsa com a notícia da reforma tributária, diz.

Fonte: Infomoney

Invista nas melhores empresa e fundos imobiliários da bolsa

Quer aprender a investir na Bolsa de Valores? Conheça o curso Como Enriquecer na Bolsa de Valores.

Curtidas:
0 0
Visualizações:
14
Categorias:
Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *